Blogue de informação e reflexão sobre temas ambientais. Desde Janeiro 2004, porque só os peixes mortos seguem com a corrente.
blogs SAPO
subscrever feeds
PATRIMÓNIO
BLOGUES
Quinta-feira, 12 de Julho de 2007
Suiniculturas apertadas



Espinho, Avenida 8, entre as ruas 9 e 11. Este não é o único carro que tenta atropelar uma inofensiva árvore. Onde neste momento está este metrosídero, plantado há menos de um mês, houve uma tamarix que, durante 4 anos, sofreu ataques semelhantes até ser esmagada por roda de carro.

 

  • Uma fábrica de bioetanol a partir de cana-de-açúcar e sorgo sacarino vai ser implantada em Idanha-a-Nova. Como é PIN (Projecto de Interesse Nacional) tudo se articula para a concretização do projecto cujo investimento é da multinacional Global Green Francisco Cardona. Assim, ultimam-se as negociações entre a Câmara de Idanha, Ministério da Agricultura e a empresa Lazer & Floresta para a compra de terrenos pela autarquia fora do perímetro do regadio da Campina de Idanha e ainda da Herdade da Ribeira do Freixo, localizada próximo da futura fábrica, para a instalação do centro de investigação de agricultura científica e tecnológica. José Monteiro, director da Escola Superior Agrária do Instituto Politécnico de Castelo Branco, garante a viabilidade do cultivo da cana-de-ácúcar, já testado na Herdade da Lomba do Botelho e resistente à geada.
  • Em Leiria, 4 suiniculturas fiscalizadas, entre elas a Rações Veríssimo, em Barreiros, freguesia de Amor, têm um prazo de cinco dias para retirar o número de animais em excesso das suas unidades, tendo a uma delas sido levantado um auto de contra-ordenação por ter embalagens de medicamentos fora de prazo. Foram ainda detectadas 31 infracções na área ambiental, nomeadamente pela ausência de Avaliação de Impacte, por estar em Zona de Protecção Especial, por não terem licença ambiental, por ausência de licença de captação de água, por descarga de água, e por incumprimento da licença de descarga. Quanto aos resíduos, quatro explorações não tinham registo no Sistema Integrado de Registo Electrónico de Resíduos e outras unidades apresentavam uma inadequada triagem. Foram ainda detectadas situações de queima a céu aberto, um incinerador de resíduos não licenciado, um depósito de combustível não licenciado, três equipamentos de pressão não licenciados e enterramento e abandono de cadáveres. As restantes fiscalizações ocorreram em Alcochete, Monchique e Vila do Conde, tendo esta última encerrado por falta de condições higieno-sanitárias.

Ambiente
Publicado por OLima às 00:06
Link da posta | Comentar
partilhar
1 comentário:
De kaska a 13 de Julho de 2007 às 18:45
Que falta de sensibilidade que o homem tem.
bom fim de semana

Comentar posta

Pesquisar neste blog