Blogue de informação e reflexão sobre temas ambientais. Desde Janeiro 2004, porque só os peixes mortos seguem com a corrente.
blogs SAPO
subscrever feeds
PATRIMÓNIO
BLOGUES
Terça-feira, 8 de Agosto de 2006
...

Espinho, Ribeira do Mocho.

Segundo o Maré Viva de 3 de Agosto, a páginas 5, a mancha escura que durante dias flutuou no mar de Espinho entre as praias da Rua 37 e a Ribeira do Mocho não se deveu a qualquer descarga da ETAR de Paramos. Questionado, Rolando de Sousa garante que tudo se deveu ao "aquecimento das águas do mar que provocaram o aparecimento de algas microscópicas". (sic)

Rolando de Sousa tem sido a eterna mão direita de praticamente todos os presidentes de câmara que passaram pela autarquia de Espinho. A explicação categórica que prestou àquele semanário vareiro em nada fica a dever ao rigor, profundidade e sabedoria de tantos outros esclarecimentos que, a toda a hora e em toda a parte, presta sempre que solicitado. Qual wikipedia local, Rolando de Sousa é um autêntico sistema de informações em movimento, que evolui semana após semana, mês após mês, ano após ano.

Correm já rumores de que as algas microscópicas recentemente detectadas no mar de Espinho pelos assessores da autarquia têm estirpe sui generis e se chamam enrolandi motus proprio.

Publicado por OLima às 00:01
Link da posta | Comentar
partilhar
Pesquisar neste blog