Blogue de informação e reflexão sobre temas ambientais. Desde Janeiro 2004, porque só os peixes mortos seguem com a corrente.
blogs SAPO
subscrever feeds
PATRIMÓNIO
BLOGUES
Sábado, 13 de Dezembro de 2008
Reflexão

Angela Merkel só adopta políticas verdes se não atingirem as grandes indústrias, escreve George Monbiot em artigo agora publicado no Guardian. Pontos a reter: (1) os 20% de reduções nas emissões até 2020 ficam muito aquém das necessidades; (2) os países pobres que já venderam créditos fáceis aos países ricos vão ter mais dificuldades para reduzir as suas próprias emissões, o que é um autêntico colonialismo no qual a Europa apanha a fruta dos países pobres que está à mão, deixando-os com escolhas muito mais difíceis de fazer no futuro; (3) o esquema do comércio de emissões preverte a justiça ambiental porque os poluidores acabam por ganhar dinheiro alijando as licenças de poluição para os clientes; (4) os representantes europeus romperam a promessa de leiloar os créditos de emissões das indústrias poluidoras em 2020 deliberando que os poluidores só pagarão 70% dos prejuizos que fizerem e, pior ainda, as empresas receberão tudo o que investiram se provarem que estão a perder com a concorrência de empresas externas à União europeia; (5) este esquema foi todo montado por Angela Merkel, que consegiu suavizar os padrões de rigor da eficiência de combustíveis nos carros, que fez aprovar um substancial pacote de medidas para ajudar a indústria automóvel e agora apoia a isenção das cimenteiras, das químicas e do aço.

Publicado por OLima às 00:22
Link da posta | Comentar
partilhar
Pesquisar neste blog