Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Ondas3

Blogue de informação e reflexão sobre temas ambientais. Desde Janeiro 2004, porque só os peixes mortos seguem com a corrente.

Blogue de informação e reflexão sobre temas ambientais. Desde Janeiro 2004, porque só os peixes mortos seguem com a corrente.

Ondas3

30
Nov08

Gaivotas são uma praga urbana

OLima
  • Dezenas de construções de pescadores, mariscadores e residentes em primeiras habitações dos ilhotes da Ria Formosa vão ser demolidas até ao Verão de 2009Quero ver se daqui a alguns anos não vão tentar gentrificar a zona através de um PIN+ ou de apelativos rótulos e campanhas para férias de qualidade em local paradisíaco, para inglês ver e explorar, com casas de madeira certificada e outras tantas tretas de tipo greenwash.
  • O aumento do número de gaivotas na Área Metropolitana do Porto ameaça tornar-se uma praga nas cidades e, por isso, os autarcas vão pedir ao Centro Interdisciplinar de Investigação Marinha e Ambiental, da UP, que estude a melhor forma de controlar o fenómeno. Foi preciso as gaivotas invadirem os espaços de suas excelências para suas excelências começarem a tomar medidas. Que o digam as populações de Perosinho e Arcozelo que diariamente sofrem com os efeitos do vaivém das ditas em demanda do aterro de Seixezelo.
  • Amêijoa asiática colonizou 40km do rio Minho e, em 20 anos, mudou o ecossistema do rio, revela um estudo de Ronaldo Sousa, biólogo da Universidade do Porto. A amêijoa asiática foi detectada pela primeira vez no rio Minho em 1989. Antes disso, já tinha chegado ao Tejo, talvez à boleia em navios de transporte. Do Tejo para Minho foi uma questão de tempo. "Pode ter sido introduzida no Minho por pescadores, que a utilizassem como isco na pesca à linha, ou transportado por aves", explica Ronaldo Sousa. Uma tal colonização não podia deixar de ter impactos na fauna autóctone. O mexilhão de água doce, que existia em grande quantidade no rio Minho, foi um dos mais afectados e já desapareceu mesmo de algumas zonas no rio.

Comentar:

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Links

Raízes

Troncos

Ramos

Folhas

Arquivo

  1. 2014
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2013
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2012
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2011
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2010
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2009
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2008
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2007
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2006
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2005
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D